quarta-feira, 14 de março de 2012

ÁTOMO E DEUS

No curso de Biologia da Universidade Metropolitana, na aula de QUÍMICA GERAL, o Escriba Valdemir Mota de Menezes estudou esta lição, é interessante apontar que o átomo foi preconizado pelos filósofos, mesmo dois mil anos antes da ciência conseguir entender e formular o conceito sobre a menor partícula do universo. Da mesma forma sabemos que Deus existe, um criador Onipotente, contudo não há ciência no mundo que possa compreender a imensidão da pessoa de Deus. Mesmo não o compreendendo, devemos crer em Deus. Assim como toda a matéria é feita de átomo, e tudo no micro mundo leva ao Átomo, da mesma forma, tudo que existe, no macro mundo, nos leva a Deus, Senhor de toda a imensidão do infinito. (TEXTO DO ESCRIBA VALDEMIR MOTA DE MENEZES)


O átomo
O verdadeiro pai da Química moderna poderia ser considerado o inglês
John Dalton (1766-1844), propondo sua teoria atômica da matéria por volta
de 1803. No entanto, o conceito de átomo (do grego, átomos significa
indivisível) foi sugerido por filósofos gregos entre 400 e 500 a.C., a partir
da idéia de que a matéria não poderia ser indefinidamente dividida em
partes cada vez menores e que, ao final do processo, seriam encontradas
partículas indivisíveis. Mas tal teoria não estava baseada em resultados
experimentais. No caso de Dalton, foram utilizadas as leis de conservação
da massa e das proporções definidas, leis estas derivadas de muitas observações diretas. A teoria de Dalton pode ser expressa pelos seguintes
postulados (BRADY e HUMISTON, 1986):

1 - Toda matéria é composta de partículas indivisíveis chamadas átomos.

2 - Todos os átomos de um dado elemento têm as mesmas propriedades
(por exemplo, tamanho, forma e massa), as quais diferem das
propriedades de todos os outros elementos.

3 - Uma reação química consiste, simplesmente, num rearranjo dos
átomos de um conjunto de combinações para outro. Entretanto, os átomos
individuais permanecem intactos.

Assim, entende-se que átomos são partículas submicroscópicas de que
toda matéria é composta. Mesmo sendo formado por partículas menores,
o átomo é considerado a unidade fundamental de um elemento.
No modelo atômico atual, o átomo é formado por duas regiões: o núcleo
(minúsculo, mas responsável por praticamente toda a massa do átomo) e
a região extranuclear (espaço vazio em volta do núcleo onde ficam distribuídos
os elétrons). Por sua vez, o núcleo é composto por duas partículas: o
próton e o nêutron. O próton possui massa praticamente igual à do átomo
de hidrogênio (H), que é o átomo mais leve, e carga igual a +1. Já o nêutron
é uma partícula sem carga e com massa igual à do próton. O número
de massa tanto para o próton quanto para o nêutron tem o valor de 1.

Os agregados de dois ou mais átomos são denominados moléculas. No
interior de uma molécula, os átomos permanecem juntos por forças chamadas
ligações químicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário